Cada gestor tem seu próprio estilo de administração e liderança. Essas diferenças são essenciais, pois definem a “cara da empresa” e fazem com que ela se torne única, se destacando da concorrência.

No entanto, alguns princípios de gestão escolar são essenciais para não comprometer a sobrevivência do negócio. Afinal, todos enfrentam a mesma realidade do mercado, além de questões legais e burocráticas.

Quer saber que princípios são esses? Então, não perca este post! Selecionamos 7 itens essenciais para fazer uma gestão escolar de sucesso, transformar a sua instituição em referência e, consequentemente, atrair e reter alunos. Confira!

1. Não descuide da gestão financeira

Segundo uma pesquisa recente, a dificuldade na gestão financeira é o principal risco que uma pequena ou média empresa enfrenta. Pagamentos em atraso, crédito contratado a juros altos, dificuldade para identificar desvios e descontrole de fluxo de caixa levam muitos negócios à falência.

Por isso, é essencial que o gestor faça dessa tarefa uma prioridade, busque conhecimento sobre o assunto e utilize ferramentas para ajudá-lo nesse aspecto.

No dia a dia de um negócio, sabemos que isso é um grande desafio. Em parte, porque a maior parte dos gestores não tem uma formação específica em administração. Em segundo lugar, não podemos nos esquecer de que, em empresas de pequeno porte, eles concentram uma série de funções, o que dificulta esse cuidado com a área financeira.

No entanto, existem várias alternativas. Órgãos como o SEBRAE oferecem cursos de qualificação e, além disso, é possível adquirir sistemas que integram as informações de diferentes setores, contribuindo para um controle mais eficaz.

2. Integre tecnologia e inovação

Praticamente todos os negócios dependem de tecnologia. Ela é fundamental para operacionalizar as diferentes tarefas de uma empresa, além de reduzir os custos com mão de obra, facilitar a comunicação, aumentar a eficiência e diminuir problemas relacionados a erros e retrabalho.

Em uma instituição de ensino, essa realidade não é diferente e ainda tem um papel adicional: o de preparar o aluno para exercer seu papel na comunidade e no mercado de trabalho.

É inconcebível que uma instituição de ensino, na atualidade, não utilize a tecnologia e inovação. Afinal, quer ela lide com crianças, adolescentes ou adultos, o fato é que seus alunos precisam estar aptos a atuar em uma sociedade em que praticamente tudo acontece por meio de dispositivos tecnológicos.

Portanto, é essencial utilizar esses recursos para não se tornar obsoleta e mostrar sua capacidade para prepará-los para a realidade do mercado de trabalho.

3. Capacite seus colaboradores

As pessoas continuam sendo o grande diferencial das empresas, e, quando se fala em ensino, a capacitação dos colaboradores é ainda mais importante.

O docente qualificado, por exemplo, é o grande responsável em transformar a informação — que hoje em dia pode ser encontrada em muitas fontes — em um conhecimento realmente relevante para os alunos. É ele quem mostra como interpretá-la, utilizá-la em projetos, comparar resultados, transformando-a em competência.

Embora o papel do professor ou mentor em uma instituição de ensino tenha esse destaque, não podemos nos esquecer dos colaboradores que atuam em outras funções. Todas as equipes precisam ser capacitadas para que ofereçam sempre o melhor atendimento ao seu público. Dessa forma, eles fazem com que a empresa seja reconhecida pela excelência e amplie sua capacidade de captação de alunos.

4. Fique atento à gestão pedagógica

A principal estratégia de marketing de uma instituição de ensino é a qualidade. Portanto, a gestão pedagógica é o core business da sua empresa, a verdadeira prioridade do negócio. Por isso, é preciso estabelecer ferramentas para avaliar sua eficiência.

Desenvolva um planejamento junto a seus professores certificando-se de que seus alunos terão acesso ao melhor conteúdo. Mais que isso, elaborem situações de aprendizagem capazes de desenvolver as competências valorizadas pelo mercado de trabalho.

5. Foque seu marketing nas necessidades do cliente

É comum, quando se fala em marketing, a empresa realizar ações que falam muito a respeito dela: suas qualidades, seus diferenciais, sua proposta de ensino, estrutura e recursos tecnológicos, seu corpo docente… Com certeza, todos esses pontos são muito importantes, mas, em primeiro lugar, é necessário que seu público identifique o negócio como uma solução para os problemas que eles enfrentam no dia a dia.

Por isso, o marketing precisa ser desenvolvido com esse foco. Em primeiro lugar, crie canais onde tenha a oportunidade de mostrar como seus cursos podem fazer a diferença na vida dos clientes.

Eles enfrentam dificuldades para colocação profissional? São desvalorizados pelo mercado? Explique o que eles podem fazer para reverter essa situação e coloque seus produtos e serviços entre as possíveis soluções. Afinal, é difícil uma pessoa comprar uma ideia — por melhor que seja — se ela não sente que atende às suas próprias necessidades.

6. Estabeleça diferenciais competitivos

Um dos principais segredos do sucesso é fazer o público perceber que sua empresa oferece mais que seus concorrentes. Qualidade de ensino, bom atendimento, maior número de opções e serviços adicionais estão entre as principais estratégias para atingir esse objetivo.

Quer alguns exemplos? Em vez de aplicar avaliações convencionais, verifique se existe a possibilidade de exigir tarefas que, ao final do curso, possam se transformar em um único projeto e ser apresentadas como um portfólio.

Outro exemplo é o convênio com empresas de sua região. É possível estabelecer parcerias para que elas escolham estagiários entre os seus alunos ou que deem preferência aos currículos deles nos processos de seleção.

Esse tipo de serviço faz com que o aluno veja que sua instituição pode contribuir de forma ainda mais decisiva para ajudá-lo a solucionar seus problemas ou alcançar seus objetivos.

7. Aperfeiçoe constantemente

A sociedade está se transformando em um ritmo cada vez mais acelerado. Funções que existiam no mercado de trabalho estão se tornando obsoletas, enquanto outras estão surgindo para atender novas demandas.

Por isso, neste momento, nenhuma empresa pode se acomodar com os serviços que oferece, por melhores que eles sejam. É essencial buscar o aperfeiçoamento constante, levando em consideração as tendências e também o feedback dos alunos e ex-alunos.

Uma boa ideia é manter-se em contato com os ex-alunos e realizar pesquisas frequentes para saber como o curso contribuiu para seu desempenho profissional e quais são as dificuldades que eles encontram no mercado.

Essas respostas vão ajudá-lo a manter sua grade curricular atualizada e preencher lacunas, fazendo com que seus egressos saiam cada vez mais preparados para se destacar como profissionais de alta performance. Tanto eles quanto a reputação da sua instituição serão beneficiados dessa forma.

Entendeu o que você pode fazer para revolucionar a gestão escolar e transformar a sua instituição em uma referência no mercado em que atua? Gostou do conteúdo? Compartilhe-o em suas redes sociais e mostre que está atento a alternativas para tornar a administração do seu negócio cada vez mais eficiente!