As bolsas de estudo não trazem vantagens apenas para os pais que recebem descontos na mensalidade ou para os alunos com condições financeiras menores que conseguem a oportunidade de estudar em uma escola de qualidade. Essa ação também pode ser um excelente atrativo para as instituições que a oferecem.

Uma política de descontos bem elaborada, com objetivos claros e eficazes, pode ser um ótimo recurso para o estudante que deseja optar pela instituição de ensino. Pensando nisso, este artigo visa mostrar a importância e as vantagens de oferecer bolsas de estudo. Confira!

O que são bolsas de estudo e política de descontos em escolas?

Bolsas de estudo escolar são descontos na mensalidade que escolas oferecem para determinados alunos. Elas não devem causar prejuízos à instituição — pelo contrário, podem ser usadas como uma forma de atrair novos estudantes e gerar mais receita para a instituição.

Essa prática tem o objetivo de garantir condições de entrada e permanência dos alunos. Os descontos podem ser analisados de forma isolada, de acordo com a realidade de cada família. Em geral, não é permitido o acúmulo de bolsas e é importante que as obrigações contratuais sejam cumpridas durante todo o período do benefício.

Como elas ajudam na captação de alunos?

Além das vantagens para quem recebe, as bolsas de estudos também são uma ótima ação para a captação e fidelização de alunos. Elas permitem, entre outros pontos, um marketing muito mais eficiente — afinal, os próprios pais e alunos fazem questão de recomendar a escola.

Confira como elas ajudam na captação de alunos.

Reduzem a inadimplência

Alguns pais colocam os filhos em escolas ou cursos particulares acreditando que terão condições de pagar as mensalidades em dia. No entanto, existem diversas razões que podem fazer com que a família não consiga honrar com o pagamento e os alunos acabam se tornando inadimplentes.

Porém, mesmo que não consigam arcar com o valor integral, algumas famílias são capazes de pagar as mensalidades pontualmente caso exista algum desconto. Para as instituições de ensino, receber parte das mensalidades é melhor do que ter alunos inadimplentes.

Isso ajuda a manter as contas em dia e o orçamento equilibrado. Portanto, vale a pena investir em algumas bolsas de estudo para evitar problemas de atraso e falta de pagamento.

Fidelizam e retêm alunos

Todo ano, os gestores e donos de escolas precisam se preocupar se os alunos vão dar continuidade aos cursos. Nesse contexto, as bolsas de estudo são uma boa forma de evitar a evasão escolar e convencer os pais a manterem os filhos na escola.

Em um mercado cada vez mais competitivo, qualquer detalhe pode ser um grande diferencial. Em casos de problemas financeiros, a instituição que decide oferecer bolsas para reter os alunos faz com que eles se sintam queridos e importantes.

Para os pais, essa atitude pode mostrar que o esforço dos seus filhos está sendo reconhecido. Quando todos estão satisfeitos, eles acabam desistindo da mudança.

Ajudam na divulgação da instituição

Em geral, alunos bolsistas são mais dedicados e esforçados, pois reconhecem que sem o auxílio talvez não pudessem estudar em uma escola de qualidade. Assim, para não perder a bolsa, eles se dedicam mais aos estudos e acabam conseguindo ótimos resultados em vestibulares, por exemplo. Com isso, levam o nome da instituição para outras famílias.

Pais que buscam as melhores escolas para os filhos gostam de analisar esses números. Instituições que conseguem ter muitos alunos aprovados em faculdades e cursos renomados certamente chamam a atenção de famílias que desejam o mesmo sucesso. Dessa forma, a decisão pela sua marca é certa.

Completam turmas

Salas de aula com poucos estudantes podem causar prejuízos às escolas. Às vezes, a receita resultante daqueles alunos não é o suficiente nem mesmo para cobrir os gastos da escola com aquela turma. Por outro lado, quando a classe está completa e não restam vagas ociosas, os recursos são otimizados, o que permite manter as finanças mais estáveis.

É por esse motivo que a oferta de bolsas deve seguir esta lógica: completar as turmas sem perder o lucro e o retorno financeiro que se espera. Cabe a cada instituição de ensino definir qual rendimento financeiro se deseja com as turmas e, então, fechar as contas. Para isso, avalie se vale a pena ter menos alunos pagando mais caro ou mais alunos pagando um pouco mais barato.

Como a escola pode criar estratégias para oferecer bolsas de estudo e descontos?

Uma das alternativas é oferecer bolsas por desempenho. Afinal, os bons alunos podem se tornar uma grande vitrine para a escola. Por isso, é fundamental investir neles, de forma que levem o nome da instituição a ser reconhecido como sinônimo de qualidade.

Para isso, a escola pode promover provas que avaliem o desempenho dos estudantes e concedam descontos na mensalidade de acordo com a performance de cada um. Outra forma de oferecer as bolsas de estudo é mapear os pais de alunos com bom rendimento escolar que estejam em débito. Assim, é possível reduzir a taxa de inadimplência e manter a boa qualidade da instituição.

Outra pauta estratégica importante é a inclusão. O discurso social inclusivo vem sendo cada vez mais adotado pelas instituições, que podem oferecer bolsas para alunos menos favorecidos economicamente. Isso é fundamental para mostrar que a escola trabalha para o cenário social mudar.

Isso faz com que a marca ganhe boa visibilidade no mercado e consiga aumentar o número de alunos. Ao conquistar os melhores estudantes, a escola se posiciona melhor nas listas que avaliam a qualidade das instituições de ensino.

Lembre-se de que os valores oferecidos pelas bolsas de estudo devem ser bem planejados e calculados pela escola. Dessa forma, a instituição não tem prejuízo e o projeto será ainda mais eficaz.

Com as estratégias certas, é possível perceber que a escola pode agregar valor ao ensino usando recursos tão importantes para muitas famílias como as bolsas de estudo. Ao oferecer essa possibilidade, você incentiva o crescimento da instituição e ajuda na formação de pessoas que buscam educação de qualidade.

Gostou do assunto? Então, não deixe de compartilhar este conteúdo em suas redes sociais!