É inegável que as inovações e o desenvolvimento tecnológico transformaram o cotidiano das pessoas. A era digital mudou radicalmente o modo como produzimos, consumimos, estudamos e buscamos informações. Por isso, para acompanhar essas modificações, é importante que as escolas também se adaptem aos novos modelos e implementem a tecnologia na educação.

Se antigamente os processos educacionais eram estáticos e extremamente padronizados, as ferramentas tecnológicas do século XXI trouxeram flexibilidade e otimização nos meios de ensino, propondo novos formatos e metodologias.

Se você quer saber mais sobre esse assunto e ficar por dentro das tendências dessa área, continue lendo este conteúdo!

Qual a importância de implementar a tecnologia na educação?

A evolução tecnológica trouxe vários benefícios para o mercado de trabalho, inclusive para a área escolar. Uma das vantagens é que seu uso pode ser implementado tanto na sala de aula, trazendo diferencial e novas oportunidades para os alunos, bem como na gestão escolar, otimizando ações manuais e integrando diferentes equipes.

As ferramentas interativas são dinâmicas e facilitam o aprendizado dos alunos, tratando os conteúdos de forma dinâmica e com situações práticas. No caso da gamificação, por exemplo, os professores utilizam uma estratégia mais eficiente e criativa, e os alunos se envolvem de uma forma moderna, conseguindo internalizar conceitos de modo mais lúdico.

Com alunos cada vez mais exigentes, é importante que a compra de aparelhos e softwares não seja encarada como um gasto, mas sim um investimento a longo prazo, pois é possível utilizar essas ferramentas como o diferencial do seu curso para atrair mais estudantes. Em um curso de estética, por exemplo, a utilização de quadros interativos e realidade aumentada pode ajudar muito na visualização das camadas da pele.

Por isso, nesse novo cenário, é preciso investir em tecnologia e também em treinamentos. Assim, todos os envolvidos nesse processo — alunos, professores, gestores e colaboradores — devem saber utilizar e se beneficiar da tecnologia.

Quais as tendências de tecnologia para ensino e gestão?

A era digital possibilitou que o ensino seja mais personalizado e focado na experiência dos usuários. Dessa forma, os alunos se interessam mais pelas aulas e se sentem mais motivados. Confira 5 tendências da tecnologia na educação para serem aplicadas na sua escola.

1. Gamificação

A gamificação é o ato de utilizar jogos digitais para realizar a transmissão de conteúdo. Os jogos podem ter níveis diferentes de interatividade, com diversas fases de dificuldade. Essa modalidade desafia os alunos, que acabam se interessando de forma natural pelos jogos e, consequentemente, pela matéria. Atualmente, já é possível encontrar diversos jogos disponíveis com várias temáticas diferentes.

Esse tipo de tecnologia educacional contribui para o desenvolvimento e aperfeiçoamento de habilidades, estimula a competitividade de forma saudável entre equipes, fomenta o trabalho em grupo e aguça a criatividade para resolução de problemas.

2. Ensino híbrido

Outra metodologia aliada à tecnologia é o ensino híbrido. Essa técnica mistura o aprendizado online e offline, alternando momentos que o aluno estuda sozinho, de maneira virtual, e, em encontros presenciais, o aprendizado é complementado com a participação de um professor.

Para estender o estudo além das salas de aula, o aprendizado online pode ser uma parte complementar, disponibilizando dicas, curiosidades, recomendações de leituras e listas de exercícios que serão acessadas por tablets ou computadores, a qualquer hora e em qualquer lugar.

No encontro presencial, os instrutores também podem usar outros recursos tecnológicos, como quadros interativos que envolvam o aluno e agucem sua atenção.

3. Realidade virtual/ Realidade aumentada

A realidade virtual é uma tecnologia de interface que utiliza um sistema operacional. O usuário, com auxílio de um óculos, consegue ver imagens em 360º, com gráficos de 3 dimensões. Na educação, essa tecnologia pode ser utilizada para replicar situações reais com as quais os profissionais irão se deparar no futuro.

No caso da realidade aumentada, ela é uma experiência interativa do mundo real, em que objetos reais são acentuados com ajuda de informações perceptivas de computadores. Na área da educação, essa funcionalidade pode ser utilizada para a demonstração de gráficos ou pinturas históricas.

4. Cloud computing (armazenamento em nuvem)

Cloud computing ou armazenamento na nuvem é a tecnologia que pode ser utilizada na gestão escolar. Quando a escola se desenvolve tecnologicamente e disponibiliza informações aos alunos, surge uma nova demanda: compartilhar e armazenar dados que possam ser acessados por qualquer pessoa e de qualquer lugar.

Assim, o armazenamento na nuvem é uma opção escalável, ou seja, pode se expandir indefinidamente e ser acessado por qualquer pessoa que tenha acesso à internet. Dessa forma, tanto aluno quanto professores e funcionários poderão acessar informações que estejam nesse banco de dados, não ficando dependentes de sistemas internos da instituição.

5. Softwares de gestão

Os softwares de gestão também podem ajudar na gestão escolar. Mesmo que não seja uma tecnologia que impacte diretamente na educação, ela permite a integração de informações e auxilia professores e gestores a executarem atividades que antes eram realizadas de forma manual.

Os sistemas de gestão de relacionamento com o cliente, conhecidos como CRMs, ajudam na prospecção e retenção de alunos, redução de inadimplência e organização com relatórios de acompanhamentos.

É possível também sistematizar notas das provas, avaliações e delegar parâmetros que mostrem quais são as maiores dificuldades e facilidades de cada aluno. Além disso, há uma série de plataformas disponíveis que pode ajudar na hora da matrícula, controle de frequência, organização de carga horária, controle da gestão financeira da instituição e espaço de relacionamento com os alunos.

Como implementar essa tecnologia?

Depois desse conteúdo, deu para perceber a importância de aliar tecnologia e educação. Nos últimos 20 anos, o uso de dispositivos tecnológicos aumentou, e as escolas precisam acompanhar essa evolução para não ficarem para trás.

O curso não deve perceber a tecnologia como um meio de distração para os alunos. Afinal, se ela for aplicada de maneira correta, pode ser motivo de retenção de alunos e alto nível de frequência nas aulas.

Portanto, é importante que os gestores conheçam sobre esse mercado e se atualizem sobre as novidades e as possíveis aplicações em sua realidade.

E aí, gostou das nossas dicas de como utilizar tecnologia na educação para a sua escola? Que tal seguir a Nova Macro no Instagram, LinkedIn e Facebook e não perder nenhuma novidade?